Raízes Aéreas

Beastie Boys

In Música pelo mundo on 16 de março de 2012 at 16:51

Beastie Boys é um grupo de hardcore/hip-hop americano de Nova Iorque formada no ano de 1981. Os seus membros são Michael Diamond (Mike D), Adam Yauch (MCA) e Adam Horovitz (Ad-rock). Todos os três membros são de ascendência judaica.

Os Beastie Boys foram a primeira banda rap de brancos bem sucedida e um dos poucos projetos dos primeiros tempos do hip-hop que, ainda, granjeiam grande sucesso. O seu rap, influênciado pelo rock e punk, teve um impacto significativo em artistas, quer dentro, quer fora da cena hip-hop.

História

Os Beastie Boys formaram-se em 1980, como banda punk rock, chamada The Young Aborigines. Em 1981 Adam Yauch (MCA) juntou-se ao grupo e mudou o nome para Beastie Boys. O nome “Beastie” significava, originalmente “Boys Entering Anarchistic States Towards Inner Excellence,” (em português quer dizer algo como “Rapazes que incorporam estados de anarquia para a excelência interna”) e as iniciais B.B. tentavam mimetizar a banda punk de Washington DC, Bad Brains. A formação original da banda consistia em Adam Yauch no baixo, Kate Schellenbach na bateria, John Berry na guitarra, e Michael Diamond na voz. A sua primeira actuação foi em casa de Berry, no 17º aniversário de Yauch.

A banda ganhou fama rapidamente e foram convidados pelos Bad Brains e pelos Reagan Youth em clubes como o CBGB e o Max’s Kansas City, actuando na última noite destes. No mesmo ano, os Beastie Boys gravaram um EP Pollywog Stew nos 171A studios.

John Berry deixou o grupo (formando mais tarde os Thwig) e foi substituído por Horovitz — que tinha previamente tocado na banda punk The Young and the Useless em 1983. A banda também compôs a sua primeira faixa rap, Cooky Puss, baseada paródia do grupo aos Carvel Ice Cream. Esta canção tornou-se num hit nos clubes de dança underground nova-iorquinos após a sua edição.

Licensed to Ill: 1984 – 1987

Foi durante este período de Def Jam que o produtor Rick Rubin entrou em cena e os Beastie Boys deixaram o estilo punk rock para se tornarem numa turma hip hop de três homens. A banda lançou o single de 12″ Rock Hard, em 1984— o segundo disco lançado por Def Jam que creditou Rubin como produtor. Kate Schellenbach revela diferenças criativas em relação à direção musical da banda. Acredita-se que Rubin pensava que Schellenbach não encaixava na imagem hip hop a que a banda aspirava. Ela veio a juntar-se aos Luscious Jackson em 1991.

Em 1985, Os Beastie Boys foram a banda de suporte de Madonna na sua turnê norte-americana Virgin. Mais tarde naquele ano, o grupo esteve na turnê Raising Hell com Run DMC, Whodini, LL Cool J, e o Timex Social Club. Com a sua exposição nesta turnê, a faixa “Hold It Now, Hit It” atingiu a tabela R&B and Dance da Billboard americana. A faixa “She’s on It,” da trilha sonora de Krush Groove manteve a linha rap/metal enquanto o duplo 12″ “Paul Revere/The New Style” foi lançado no final do ano e se tornou outro sucesso de R&B/dance.

A banda gravou Licensed to Ill em 1986 e lançou o álbum no final do ano. Foi um sucesso gigantesco, se tornando no álbum de rap mais vendido da década de 1980 e o primeiro álbum rap a ser o número 1 na tabela de álbuns da Billboard, onde ele ficou por cinco semanas. Ele também chegou ao número 2 na tabela de álbuns Urban. Foi o primeiro álbum, como primeiro álbum de um artista, de venda mais rápida da Columbia Records até então e vendeu mais de cinco milhões de cópias. O primeiro single do álbum, “(You Gotta) Fight For Your Right (To Party!),” ficou em número 7 na Billboard Hot 100.

A banda levou a turnê do Licensed to Ill por todo o mundo, no ano seguinte — o que foi controverso — exibindo membros femininos da multidão dançando em gaiolas e um pênis inflável motorizado gigante parecido com o usado pelos Rolling Stones na década de 1970. A turnê teve problemas com processos e prisões, sendo a banda acusada de provocar a multidão. No Reino Unido, alegados insultos, supostamente direcionados a vítimas de leucemia, quase resultaram na expulsão da banda do país — apesar dos Beastie Boys manterem que o incidente foi o exagero de eventos verdadeiros, a partir de uma recusa educada, da banda, em assinar um autógrafo.

O comediante britânico Tony Hawks gravou a música “Stutter Rap,” sob o pseudônimo de “Morris Minor and the Majors” como uma levantada na imagem do Beastie Boys de então. Este se tornou um grande sucesso nos UK chegando a número 4 e número 1 na Austrália.

Paul’s Boutique / Check Your Head: 1988–1992

O grupo amadureceu com seu segundo álbum Paul’s Boutique. Produzido principalmente por Dust Brothers e gravado em 1988, esta amostra de obra extremamente pesada é ainda considerada um dos trabalhos mais fortes do Beasties e é considerada como sendo um dos maiores álbuns de hip-hop de todos os tempos.

O álbum foi lançado em 1989 pela Capitol Records e fracassou em bater as vendas de Licensed to Ill, chegando a número 14 na Billboard 200 e número 10 na parada de R&B da Billboard. A faixa líder “Hey Ladies,” ficou em 36o. na Billboard 100 e em 10o. na parada R&B. A revista Rolling Stone descreveria o álbum como “a versão hip hop do Pet Sounds / Dark Side of the Moon. Paul’s Boutique venderia eventualmente um milhão de álbuns.

O álbum que se seguiu Check Your Head foi gravado no estúdio “G-Son” da própria banda em Atwater Village, Califórnia e lançado com o selo da Grand Royal. A banda tocou os instrumentos neste álbum, com Mike D na bateria, Yauch no baixo, Horovitz na guitarra e Mark Ramos Nishita (“Keyboard Money Mark”) nos teclados. Mario Caldato Jr. (“Mario C”) produziu e se tornaria um colaborador de longa data.

Check Your Head foi lançada em 1992 e ganhou a platina dupla nos EUA, atingindo um pico como número 10 na Billboard 200. O primeiro single, “So What’cha Want,” ficou em 43o. na Billboard 100 e conseguiu ir bem em ambas as paradas urban e modern rock, enquanto “Pass the Mic” se tornou um sucesso em clubes de dança. O álbum, também apresentou uma direção mais experimental—com músicas inspiradas em funk e jazz—incluindo “Lighten Up” and “Something’s Got To Give.” Hardcore punk fez até sua reaparição com “Time For Livin’.”

Os Beastie Boys apontou uma lista eclética de artistas para selo Grand Royal, incluindo Luscious Jackson e Sean Lennon, o artista australiano de futuro Ben Lee e o dueto japonês Cibo Matto. The Beastie Boys foi dono do Grand Royal Records até 2001 quando foi vendida por razões financeiras. O primeiro lançamento independente da Grand Royal foi o álbum de Luscious Jackson In Search Of Manny em 1993.

The Beastie Boys também publicou revista Grand Royal Magazine, com a primeira adição em 1993 exibindo uma história de capa de Bruce Lee, com trabalho de arte de George Clinton, e entrevistas com Kareem Abdul-Jabbar e A Tribe Called Quest MC Q-Tip. A edição de 1995 da revista continha a primeira referência escrita da expressão, “mullet”, para descrever o estilo de penteado.

Ill Communication: 1993–1995

Ill Communication, lançado em 1994, viu o retorno dos Beastie Boys ao topo das paradas quando o álbum chegou ao 2o. lugar na parada de álbuns de R&B/ hip hop. O single “Sabotage,” se tornou um sucesso nas paradas de modern rock e a música e vídeo—dirigidas por Spike Jonze—foi tocada extensivamente na MTV. “Get It Together” chegou ao Top 10 da parada dance da Billboard e também se tornou um sucesso urban enquanto “Sure Shot” foi um sucesso dance. Some Old Bullshit, apresentando o material antigo independente da banda, ficou em 50o. na parada independente da Billboard.

Os Beastie Boys estrelaram em Lollapalooza—um festival música viajante americano—em 1994, junto com o Smashing Pumpkins. Ale disso, a banda deu três shows em Los Angeles, Nova Iorque, e Washington D.C.—para arrecadar dinheiro para o Fundo Milarepa e dedicou os royalties de “Shambala” e “Bodhisattva Vow”—do álbum Ill Communication à causa. O Fundo Milarepa objetiva aumentar a consciência sobre o Tibete e as questões de direitos humanos e o exílio de Tenzin Gyatso, o 14º Dalai Lama. In 1996, Yauch organizou o Conserto Liberdade Tibetana que atraiu 100.000 pessoas—foi um festival de dois dias no Golden Gate Park em San Francisco, Califórnia.

Em 1995, a popularidade do Beastie Boys foi confirmada quando ingressos para uma turnê de arena foram colocados à venda nos EUA e se esgotou dentro de poucos minutos. Um dólar de cada ingresso vendido foi para a caridade local. Os Beastie Boys fizeram turnê pela América do Sul e Ásia Oriental pela primeira vez. A banda também lançou Aglio e Olio, uma colação de oito músicas que duram apenas doze minutos, voltando às suas raízes do punk, em 1995. The In Sound From Way Out!, uma coleção de instrumentais de jazz/funk, foi lançada no Grand Royal em 1996, com o título e o trabalho de arte sendo o mesmo que os do marcante álbum dos pioneiros da música eletrônica, Perrey and Kingsley.

To the 5 Boroughs: 2002–presente

A banda aumentaria seu nível de ativismo político depois dos ataques de 11 de setembro de 2001—organizando e estrelando o Concerto New Yorkers Against Violence em outubro de 2001. Os fundos do concerto foram direto para a New York Women’s Foundation Disaster Relief Fund e para o New York Association for New Americans (NYANA).

Em 2002, os Beastie Boys começaram a construir um estúdio novo, Oscilloscope, no centro da cidade de Manhattan, Nova Iorque e começaram e trabalhar ne um álbum novo. A banda lançou uma música protesto, “In A World Gone Mad,” contra a invasão do Iraque em 2003 com um download de graça em vários websites—incluindo o website da Milarepa, website da MTV, MoveOn.org, e Win Without War — tornou-se a faixa com maior número de downloads durante abril de 2003. Os 19º e 20º Concertos Tibetan Freedom fora feitos em Tóquio e Taipei—a primeira aparição dos Beastie Boys em Taiwan. Os Beastie Boys também protagonizaram o Coachella Valley Music and Arts Festival.

Seu single, “Ch-Check It Out,” debutou no O.C. no episódio “The Vegas” da temporada 1 que foi ao ar em 28 de abril de 2004. Yahoo Launch News Story

To The 5 Boroughs foi lançada mundialmente em 15 de junho de 2004—foi o primeiro álbum que os Beastie Boys mesmo produziram e ficou em 1o. lugar na parada de álbuns da Billboard, em 2o. no Reino Unido e Austrália e 3o. na Alemanha. O primeiro single do álbum, “Ch-Check It Out,” ficou em 1o. lugar no Canadá, em 2o.na parada de rock moderno nos EUA e na parada de download mundial da Internet e em 3o. na parada de rock moderno no mundo composto.

O álbum foi causa de alguma controvérsia com alegações que ele instalava spyware quando colocado no drive de CD de um computador. A banda negou esta alegação, defendendo que não há nenhum software de proteção de cópia no álbum vendido nos EUA e no Reino Unido. Enquanto há um software de proteção de cópia Macrovision CDS-200 instalado nas cópias européias do álbum, o que é padrão em todos as lançamento europeus da EMI/Capitol Records divulgados na Europa e ele não instala spyware ou qualquer tipo de software permanente.

Influência

Os Beastie Boys são influentes na história da música, tanto no rock quanto no rap—seu sangue de gênero hip-hop and punk rock pode ser visto como precursor para os gêneros rapcore e nu metal do fim dos anos 1990, tais como Limp Bizkit e KoЯn. A banda também foi líder no uso de técnicas de amostras—com Paul’s Boutique sendo notável pelo seu uso efetivo de amostras. A influência deste álbum pode ser vista no álbum de Beck em 1996 Odelay (também produzido pelos Dust Brothers).

A consistência nas paradas do Beastie Boys deve também ser percebida—eles tiveram quatro álbuns no top da parada da Billboard: Licensed to Ill, Ill Communication, Hello Nasty e To The 5 Boroughs desde 1986. Poucos, se algum, dos contemporâneos do Beastie Boys conseguiram se igualar a este feito.

Membros regulares:

Michael Diamond (Mike D) – Vocais e Bateria
Adam Yauch (MCA) – Vocais e Baixo
Adam Horovitz (Ad-Rock) – Vocais e Guitarra
Michael Schwartz (Mix Master Mike) – DJ

Membros contribuintes:

Wendell Fite (DJ Hurricane) – DJ
Mark Ramos-Nishita (Money Mark) – Teclados e Vocais
Amery Smith (AWOL) – Bateria
Alfredo Ortiz – Bateria
Eric Bobo – Bateria
Rick Rubin – Produtor
Mario Caldato Junior (Mario C) – Produtor
John King e Mike Simpson (The Dust Brothers) – Produtores

Ex-Membros:

John Berry – Guitarra
Kate Schellenbach – Bateria

Álbuns

1986 – Licensed to Ill
1989 – Paul’s Boutique
1992 – Check Your Head
1994 – Ill Communication
1998 – Hello Nasty
1998 – Love American Style EP
2003 – In A World Gone Mad
2004 – To the 5 Boroughs
2007 – The Mix-Up
2011 – Hot Sauce Committee Part Two

Fonte: Wikipédia-Facebook.

Vídeos

__________

Fotos

__________

__________

Topo

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: