Raízes Aéreas

Émilie Simon

In Música pelo mundo, Pitacos da Soraya Pamplona on 8 de fevereiro de 2012 at 10:58

Émilie Simon é filha de um engenheiro sonoro e cresceu em Montpellier, na França. Ela estudou canto de letras em Conservatoire por sete anos antes de estudar músicas antigas em Sorbonne e, mais tarde, música na IRCAM. Ela tentou tocar Jazz e depois Rock, até que finalmente resolveu por tocar música electrônica. Ela concluiu os seus estudos, obtendo o DEA em música contemporânea.

Ela escreveu, compôs e cantou todos os seus álbuns, e também tem conhecimentos com equipamentos de gravação, frequentemente dando um toque pessoal nas músicas e na produção. Ela programa e edita os efeitos sonoros na maioria de suas músicas. O seu casamento com John Santiago era um segredo até Agosto de 2007. Émilie Simon continua expandindo sua fama pela nação, e pelo mundo.

Em maio de 2003, Émilie lançou o álbum “Émilie Simon”. O álbum electrônico foi muito aclamado pelos críticos e fez sucesso comercialmente. Para promover o seu álbum, Émilie fez várias apresentações na televisão por toda a França. Em 2004, ela recebeu o prêmio “Victoire de la Musique” na categoria ‘Álbum Electrónico’ com “Émilie Simon”.

Dois videoclipes foram feitos para promover Émilie Simon, com as músicas “Désert” e “Flowers”. A versão em inglês de “Desert” possui um Videoclipe idêntico à versão francesa. Émilie também foi relançada em algumas partes do mundo com músicas adicionais. Apesar do álbum ter sido lançado há três anos, ele ainda tinha (ou tem) preço médio na França até Janeiro de 2007.

Mais recentemente, Émilie começou a produzir e lançar CDs nos Estados Unidos. Seu primeiro lançamento, “The Flower Book”, saiu em Novembro de 2006. O lançamento veio seguido de uma tour por Nova York e Los Angeles. Em Abril de 2007 Émilie lançou seu segundo álbum nos E.U.A., “The March of the Empress.”

Em 2004-2005, ela foi convidada pelo produtor Luc Jacquet para compor a trilha sonora original para o filme “La Marche de l’Empereur” (Marcha dos Pinguins em Português), que era um filme do tipo documentário sobre a migração anual dos pinguins imperadores.

O filme saiu na França no início de 2005, com uma trilha sonora pela própria Émilie que também foi lançada pela “Universal Movie” como seu segundo álbum. Em 2006 ela ganhou o “Victoire de la Musique” na categoria ‘Trilha Sonora’ e foi premiada com o “César Award” pela melhor composição para um filme. Deve-se notar, no entanto, que a versão “March of the Penguins” foi lançada nos Estados Unidos e no Canadá inglês com uma trilha sonora mais tradicional feita por Alex Wurman, porque os produtores locais tiveram medo de que a trilha sonora de Émilie fosse muito desafiadora aos Norte-Americanos (os únicos cinemas Norte-Americanos que apresentaram o filme com a trilha sonora de Émilie Simon foram os do circuito francês na província do Quebec). A versão canadense do filme em DVD possui ambas as trilhas sonoras, mas a dos E.U.A., somente a de Wurman.

Em 2006, Émilie Simon lançou seu terceiro álbum, Végétal, e usa o som das plantas, como o nome indica. As letras brincam com as palavras, sempre relacionando-se à flora. O álbum também contém vários elementos de rock. Isso se torna mais evidentes em músicas mais animadas, como “Fleur de Saison”, na qual Émilie toca uma guitarra. Prevalece, mesmo assim, a música electrónica, enquanto sua voz continua suave e bonita.

Duas músicas foram para a TV no álbum, primeiro “Fleur de Saison” e depois “Dame de Lotus”. O álbum possui “OpenDisc”, o que dá acesso a conteúdos especiais, como músicas e vídeos em seu site oficial. Végétal é o único álbum que tem mais de uma capa. Actualmente, três capas diferentes existem para o mesmo.

No fim de 2006, Émilie lançou o álbum “The Flower Book” nos Estados Unidos, uma compilação de seus três primeiros álbuns, com alguns materiais a mais the ela adicionou depois seu tour internacional, que incluiu apresentar-se em Nova York e Los Angeles. Ela também usou o MySpace para deixar mensagens aos fãs. Mais adiante, “Désert” foi lançada em vinil nos E.U.A. A música “Rose Hybride de Thé”, originalmente de Végétal, vai ser o primeiro single lançado oficialmente para o público norte-americano.

Em Março de 2007, Émilie lançou seu primeiro álbum ao vivo, “Á l’Olympia”. Ele foi lançado como CD e DVD, e contém trechos ao vivo de um concerto gravado no dia 19 de Setembro, em 2006. Músicas de todos os seus três primeiros álbuns estiveram presentes na gravação.

Dando continuação aos lançamentos americanos, o CD mais conhecido de Émilie, “The March of the Empress” (La Marche de l’Empereur) foi lançado. Feito como a gravação original da versão europeia de “A Marcha dos Pinguins”, essas gravações de Émilie nunca foram antes lançadas nos E.U.A. “The March of the Empress” foi lançado dia 3 de Abril, em 2007.

Discografia

Émilie Simon – 2003
La Marche de l’Empereur – 2005
Végétalis – 2006
The Flower Book – 2006
À l’Olympia – 2007

Vídeos

__________

Fotos

__________

__________

Topo

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: