Raízes Aéreas

The Mamas & the Papas

In Música pelo mundo, Pitacos da Soraya Pamplona on 2 de novembro de 2011 at 0:09

The Mamas & the Papas foi um grupo vocal formado em Nova Iorque, Estados Unidos, nos anos 1960, por John Phillips (responsável pelas composições do grupo), Michelle Phillips, ‘Mama’ Cass Elliot e Denny Doherty. Entre 1966 e 1968, alcançaram renomados sucessos nas paradas de todo o mundo com canções como “Monday, Monday” e “California Dreamin'”, até hoje suas canções mais conhecidas.

O The Mamas & The Papas foi uma das únicas bandas norte-americanas a conseguir manter o sucesso e a par de poder competir com a Invasão Britânica. O grupo gravou e se apresentou de 1965 a 1968, lançando cinco álbuns e deixando um legado de dez sucessos entre os compactos mais vendidos.

O grupo teve bastante sucesso , que se deve as belas harmonizações vocais, acompanhamento em estúdio, de seus discos, por músicos profissionais, e a sua participação na contracultura sessentista. O grupo também deixou um legado de excelentes releituras de vários sucessos de outros artistas dos anos 1960, como “I Call Your Name”, “Do You Wanna Dance”, “My Girl” e “Twist and Shout”.

História

O nome The Mamas & The Papas surgiu inspirado por um programa de televisão, em que seus integrantes assistiam a uma entrevista com alguns Hell’s Angels e um deles disse que chamavam suas mulheres de ‘mammas’, o que bastou para que Cass e Michelle quisessem ser ‘mammas também, sobrando então para John e Denny serem os ‘papas’.

Em 1966, o grupo lançou seu primeiro álbum, If You Can Believe Your Eyes and Ears, que trazia dois dos seus maiores sucessos, “California Dreamin” e “Monday, Monday”, e atingiu o primeiro lugar nas paradas americanas. Em 2003, a revista especializada em música Rolling Stone listou este álbum na 127ª posição entre os 500 melhores de todos os tempos.

John Phillips casou-se com Michelle Gillian em 1962. Depois do início do sucesso do grupo, Michelle e Denny Doherty, o principal vocalista, começaram um romance que mativeram em segredo dos outros membros do grupo, até ser descoberto pelo marido John. Posteriormente, Michelle acabou se envolvendo com Gene Clark do grupo The Byrds. Com isso, John Philips consultou advogados, e Michelle acabou sendo formalmente demitida do grupo em 1966. Para seu lugar foi contratada Jill Gibson, antes do lançamento do segundo álbum chamado The Mamas & The Papas.

O álbum trouxe os sucessos Dancing in the Street, Words Of Love e Dedicated To The One I Love e atingiu o quarto lugar nas paradas de sucesso americanas. Como os fãs não aceitaram muito Jill, o grupo aceitou Michelle de volta ainda em 1966. John e Michelle acabaram se reconciliando pouco tempo depois.

Em 1967, lançaram o álbum Deliver, que foi segundo lugar nas paradas dos mais vendidos e trouxe alguns sucessos como “My Girl” e “Creeque Alley”. Neste mesmo ano, John Philips ajudou a organizar o Festival de Monterey Pop, no qual o grupo se apresentou, uma de suas últimas apresentações ao vivo.

O fim

Ainda em 1967, após uma discussão com John Phillips, Mama Cass abandonou o grupo e só uniu-se ao grupo um ano mais tarde para gravação do último álbum por exigência contratual. O quarto álbum do grupo atingiu o décimo quinto lugar nas paradas e conseguiu algum sucesso com “Dream a Little Dream of Me”, que foi creditado como sendo gravado por Mama Cass with The Mamas and The Papas e é cantada apenas por ela.

Em 1971, a gravadora do grupo exigiu a gravação de mais um disco, People Like Us, que pode ser considerado como uma semi-reunião do grupo.

Pós The Mamas & The Papas

John Philips tornou-se produtor cinematográfico, Michelle Gillian (de quem se divorciou) começou carreira de atriz. Denny Doherty e Cass Elliot lançaram discos solo, mas foi ela que conseguiu maior destaque, e fez sucesso com as canções “Make Your Own Kind of Music”, “Dream a Little Dream of Me” e “It’s Getting Better”.

“Mama” Cass Elliot (Ellen Naomi Cohen) morreu de ataque do coração em 29 de julho de 1974, após se apresentar em shows solo em Londres. John Philips também morreu de problemas cardíacos em 18 de março de 2001. Denny Doherty morreu em 19 de janeiro de 2007, aparentemente por causa do aneurisma abdominal, nunca curado. Acabou por Michelle ser a única sobrevivente atual do The Mamas & The Papas.

Em 1982, Doherty fez uma reconstituição de “the Mamas and the Papas”, com John Phillips, a sua filha Mackenzie Phillips e Elaine Spanky McFarlane, apresentando velhos êxitos e novos temas escritos por John Phillips. Doherty produziu um espectáculo na Broadway, intitulado Dream a Little Dream que consistia na narração da história de “The Mamas & the Papas” segundo a sua prespectiva. Foi bem recebido e teve críticas favoráveis.

Discografia

If You Can Believe Your Eyes and Ears (1966)
The Mamas and the Papas (1966)
Deliver (1967)
The Papas & the Mamas (1968)
People Like Us (1971)

Vídeos

__________

Fotos

__________

__________

Topo

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: