Raízes Aéreas

Linkin Park

In Música pelo mundo on 3 de julho de 2011 at 0:00

Linkin Park é uma banda de rock dos Estados Unidos formada em 1996 em Agoura Hills, Califórnia. Desde a sua formação, a banda já vendeu mais de 50 milhões de álbuns e ganhou dois Grammy Awards. Eles tiveram o sucesso alcançado em 2000, com o seu álbum de estreia, Hybrid Theory, que foi certificado pela RIAA como disco de diamante em 2005. O álbum seguinte, Meteora, continuou o sucesso da banda, com o topo no gráfico de álbuns Billboard 200 em 2003, e foi seguido por um extenso trabalho de caridades e de turnês em todo o mundo. Em 2003, Linkin Park foi nomeada pela MTV2 a sexta maior banda da era de videoclipes e a terceira melhor do novo milênio atrás de Oasis e Coldplay.

O terceiro álbum de estúdio, Minutes to Midnight, atingiu o topo das paradas da Billboard e teve a terceira melhor estréia na semana de qualquer outro álbum e foi o disco mais vendido no mundo em 2007. O trabalho mais recente da banda, A Thousand Suns, foi lançado oficialmente em 14 de setembro de 2010, e se tornou líder de vendas em mais de quinze países. Eles também são conhecidos por suas várias colaborações, mais notavelmente com o rapper Jay-Z no seu álbum Collision Course, e muitos outros artistas em Reanimation.

Começo (1996—1999)

Originalmente composto por três amigos de escola, o Linkin Park teve sua formação inicial com Mike Shinoda, Brad Delson e Rob Bourdon. Após se formarem, os rapazes da Califórnia começaram a levar sua música mais a sério, chamando Joe Hahn, Dave “Phoenix” Farrell e Mark Wakefield para compor a banda, na época chamada Xero. Apesar dos poucos recursos disponíveis, a banda começou a gravar algumas canções no quarto de Shinoda que fora transformado em um pequeno estúdio em 1996. Tensões e frustrações dentro da banda cresceram depois que eles falharam em fechar um acordo com uma gravadora. A falta do sucesso e de direção do grupo fez com que Wakefield, que na época era o vocalista, deixasse a banda para perseguir outros projetos. Farrell também deixou a banda para sair em turnê com o Tasty Snax e outros grupos.

Depois de muito tempo procurando um substituto para o lugar de Wakefield, o Xero recrutou o vocalista nativo do Arizona, Chester Bennington. Jeff Blue, vice-presidente da Zomba Music, o indicou para o grupo em março de 1999. Bennington, ex-membro do Grey Daze, se destacou por seu vocal ser potente. A banda então decidiu mudar o nome de Xero para Hybrid Theory. O entrosamento entre Shinoda e Bennington ajudou a reviver a banda e então eles começaram a escrever músicas novas. O renascimento do grupo fez com que eles trocassem o nome no processo de Hybrid Theory, para Linkin Park, em uma espécie de homenagem ao Lincoln Park, em Santa Mônica, Califórnia, local onde os integrantes da banda costumavam se encontrar, porém a idéia inicial de usar o nome igual ao do próprio parque fracassou por questões de direitos autorais. Contudo, apesar dessas mudanças, a banda ainda lutava para assinar um acordo com uma gravadora. Depois de serem rejeitados por vários Selos, Linkin Park voltou-se para Jeff Blue, um renomado produtor musical, por ajuda. Após a fracassada busca pela Warner Bros. Records diante de três tentativas, Jeff, agora vice-presidente da Warner, ajudou a banda a finalmente assinar um acordo com a gravadora em 1999. O grupo então lançou seu primeiro álbum de estúdio, Hybrid Theory, no ano seguinte.

Hybrid Theory (2000—2002)

Em 1999, a banda começou a trabalhar em tempo integral no primeiro projeto. Naquele mesmo ano, eles lançaram uma fita demo expondo seu trabalho pela primeira vez. O grupo levou então esta fita para várias gravadoras e chegaram a fazer quarenta e duas apresentações diferentes para empresários e produtores musicais de Los Angeles. Contudo, eles acabaram sendo rejeitados por várias gravadoras. A banda assinou então com a Warner Bros. Records ainda em 1999, devido a recomendação do produtor musical Jeff Blue.

Após várias dificuldades de achar um produtor disposto a ajudar uma banda ainda nova com seu álbum de estréia, o empresário Don Gilmore concordou em entrar no projeto, junto com o produtor Andy Wallace que trabalhou na mixagem. A gravação, que de início foi simplesmente uma re-gragavação da fita demo, começou no NRG Recordings em North Hollywood, Califórnia, no início do ano 2000 e durou quatro semanas. O rap de Shinoda sofreu grandes modificações da versão original apresentada na demo, enquanto os refrões não sofreram muitas alterações. A saída de Dave Farrell, que estava comprometido com outra banda, a Christian ska, forçou o Linkin Park a contratar os baixistas Scott Koziol e Ian Hornbeck para substituí-lo. O guitarrista Brad Delson também acabou por tocar o baixo em algumas faixas do álbum. Os Dust Brothers, grupo formado pelos produtores Michael Simpson e John King, também ajudaram fornecendo algumas batidas (beats) para a faixa “With You”.

Bennington e Shinoda escreveram as letras das canções de Hybrid Theory baseado em outras demos feitas com o ex-integrante Mark Wakefield. Shinoda caracterizou as letras como interpretações de sentimentos, emoções de experiências universais, como “emoções de que você pode falar e pode pensar a respeito.

Linkin Park lançou oficialmente Hybrid Theory em 24 de outubro de 2000 e alcançou a posição número 2 na Billboard 200 e foi certificado como Disco de Ouro pela RIAA cinco semanas após seu lançamento. Hybrid Theory acabou sendo um enorme sucesso comercial, o CD vendeu 4.8 milhões de cópias em seu primeiro ano de vendas, se tornando o disco mais vendido de 2001, com singles de enorme sucesso como “Crawling” e “One Step Closer”, o que os ajudou a ser uma das bandas mais tocadas nas rádios pelos Estados Unidos naquele ano. Além disso, outros singles do álbum apareceram na trilha sonora de filmes como Dracula 2000, Little Nicky e Valentine. Hybrid Theory levou o Grammy Awards por Melhor Performance de Rock (por “Crawling”) e recebeu outras duas nomeações ao Grammy: Melhor Artista Revelação e Melhor álbum de Rock. A MTV acabou dando a banda os prêmios de Melhor Video de Rock e de Melhor Direção por “In the End”. Dos prêmios vencidos no Grammy de Melhor Performance de Rock, Hybrid Theory levou a banda ao sucesso no mainstream.

Durante esse tempo, Linkin Park recebeu vários convites para participar de grandes turnês e concertos como a Ozzfest, a Family Values Tour e o KROQ Almost Acoustic Christmas. A banda também fez suas próprias turnês, como a Projekt Revolution, que contou com o apoio de outros artistas consagrados como Cypress Hill, Adema e Snoop Dogg. Depois de um ano, Linkin Park já havia feito ao menos 320 shows. A experiência e as performances da banda precoce foi documentado no primeiro DVD do grupo, Frat Party at the Pankake Festival, que estreou em novembro de 2001 e recebeu a certificação de Ouro pela ABPD em 2005. Agora com o retorno do baixista Phoenix, a banda começou a trabalhar no álbum remix, intitulado Reanimation, que contaria com trabalhos feitos durante a época de Hybrid Theory e com algumas faixas não lançadas. Reanimation foi lançado em 30 de junho de 2002, com a participação especial de Black Thought, Jonathan Davis, Aaron Lewis e vários outros artistas. Reanimation chegou ao segundo lugar na Billboard 200, vendendo ao menos 270 mil cópias na primeira semana de vendas nos Estados Unidos.

Com o passar dos anos, o sucesso de Hybrid Theory não diminuiu e o CD acabou recebendo da Associação Norte-americana de Discos a rara certificação de Diamante em 2005 após ultrapassar a marca de 10 mihões de cópias vendidas em solo norte-americano. O álbum acabou por vender mais de 24 milhões de cópias pelo mundo em 2009, se tornando até a presente data o álbum mais bem sucedido do grupo e também o álbum de estréia mais bem sucedido do Século 21. No Brasil, Hybrid Theory foi certificado Platina pela ABPD. Hybrid Theory alcançou a 11ª posição na lista da Revista Billboard dos 200 Maiores Álbuns da Decada.

Minutes to Midnight (2006—2008)

Linkin Park voltou ao estúdio de gravação em 2006 para gravar novas canções. Para gravar o álbum, a banda escolheu o produtor Rick Rubin. Apesar de dizer que o álbum deveria estrear em 2006, o grupo decidiu atrasar o lançamento para 2007. A banda já havia gravado entre trinta e cinqüenta canções em agosto de 2006, quando Shinoda anunciou que o álbum já estava na metade. Bennington então afirmou que o novo álbum sairia do antigo nu metal que a banda costumava fazer. Warner Bros. Records oficialmente anunciou que o novo álbum, intitulado Minutes to Midnight, seria lançado em 15 de maio de 2007 nos Estados Unidos. Depois de catorze meses trabalhando no novo álbum, a banda decidiu retirar cinco faixas do álbum deixando apenas 12 músicas no CD. O título do disco faz referência ao Relógio do Apocalipse, prenunciado o tema do novo trabalho do Linkin Park. Minutes to Midnight vendeu mais de 600 mil cópias na primeira semana de vendas, uma das melhores estréias de anos recentes. O álbum também ficou no topo das paradas da Billboard.

O primeiro single do CD, “What I’ve Done” foi lançado em 2 de abril e estrou na MTV e na Fuse TV na mesma semana. O single foi muito bem recebido pelo público, tomando o primeiro lugar nas paradas Modern Rock Tracks e Mainstream Rock Tracks da Billboard. A canção também foi usada na trilha sonora do filme de 2007, Transformers. No fim do ano, a banda ganhou o prêmio “Artista Alternativo Favorito” da American Music Awards. Outros singles do CD também fizeram sucesso, como as canções “Bleed It Out”, “Shadow of the Day”, “Given Up” e “Leave Out All the Rest”, lançadas entre 2007 e 2008. A banda ainda fez uma colaboração com o rapper Busta Rhymes em seu single “We Made It”, lançado em 29 de abril de 2008.

O Linkin Park começou uma série de shows em várias turnês que, entre outras, inclui uma apresentação no Live Earth Japan em 7 de julho de 2007, e no Download Festival em Donington Park, Inglaterra e na Edgefest do Downsview Park, Toronto, Canadá. A banda então completou sua quarta turnê Projekt Revolution antes da Arena tour pelo Reino Unido, visitando Nottingham, Sheffield e Manchester, antes de fechar com duas apresentações na Arena O2 em Londres. Bennington então anunciou a intensão do Linkin Park de lançar um novo álbum. Contudo, ele também falou que primeiro a banda voltaria para uma turnê pelos Estados Unidos em busca de inspiração. Numa entrevista a Rolling Stone, Bennington disse que a banda já havia começado a trabalhar em material novo para o álbum e Shinoda também falou que o novo projeto sairia ainda em 2009. Mike Shinoda então anunciou um CD/DVD intitulado Road to Revolution: Live at Milton Keynes, que é uma gravação de um show feito durante a Projekt Revolution no Milton Keynes Bowl em 29 de junho de 2008, sendo lançado oficialmente em 24 de novembro de 2008.

A Thousand Suns (2008—presente)

Em outubro de 2008, Mike Shinoda revelou em seu blog que ele, Phoenix e Hahn estavam trabalhando em novas idéias para canções na casa de Hahn, e que eles levariam esse material para o estúdio brevemente. Em 2008, Bennington anunciou que o quarto álbum de estúdio do Linkin Park seria um álbum conceptual. Em uma entrevista para a MTV em novembro de 2008, Bennington disse que “pareceu meio desencorajador pra mim, então achei que meu nível de confiança ia cair mas quando a idéia foi apresentada por um amigo nosso, eu gostei. Era uma idéia inspiradora e era algo que pudiamos relacionar a um monte de coisas que gostamos de escrever”. Ele também anunciou que a banda pretendia começar a gravar em dezembro em uma sessão de seis semanas. O álbum deveria ter sido lançado em 2009 mas em março, Mike Shinoda escreveu em seu blog dizendo que “o álbum de Chester com o Dead By Sunrise seria lançado no outono e o novo álbum do LP seriam só lançados no ano seguinte.”

Em dezembro de 2008, Digidesign deu a banda a oportunidade de testar o software Pro Tools 8 de antemão. Disso, saiu uma canção experimental chamada “Lockjaw” com a participação de Shinoda e Bourdon.

Em abril de 2009, Shinoda revelou em seu blog que o Linkin Park estaria trabalhando no score do filme Transformers: Revenge of the Fallen, junto com o famoso compositor Hans Zimmer. Em 7 de maio, foi confirmado que a canção gravada para o filme, intitulada “New Divide”, seria lançada como single em 18 de maio. O video clipe de “New Divide” foi lançado em 12 de junho de 2009 e foi dirijido por Hahn. Em 22 de junho de 2009, a banda tocou a canção na premiere do filme.

Em maio de 2009, o Linkin Park anunciou que estava trabalhando em seu novo álbum de estúdio para 2010. Shinoda também falou numa entrevista para a IGN que o novo álbum seria comparavel a Minutes to Midnight como uma “linha de consistência” e que também seria mais experimental e “com sorte mais ‘de ponta'”. Além disso, Bennington confirmou também que Rick Rubin seria o produtor do novo álbum. Em julho de 2009, Linkin Park tocou no Sonisphere Festival na Europa. Eles também tocaram na Epicenter music festival em agosto de 2009. Em 19 de janeiro de 2010, Linkin Park lançou a canção “Not Alone” como parte de um álbum musical feito por vários artistas para acariar fundos depois do terremoto que abalou o Haiti. Em 10 de fevereiro de 2010, Linkin Park lançou um video para a canção em seu website oficial.

A banda produziu então um video game intitulado 8-Bit Rebellion!, lançado em 26 de abril de 2010, para iPod touch, iPhone e iPad. O álbum contém uma nova canção chamada “Blackbirds”, que é destravada quando o jogador completa o jogo. Mike Shinoda também falou que o jogo será atualizado constantemente pelo seu site.

Em 6 de junho, revelou que o novo álbum estava quase completado e anunciou as primeiras datas da nova turnê em 2010. Esta turnê começou em Los Angeles, Califórnia em 7 de setembro. Também se confirmou que a banda faria uma nova passagem pelo Brasil no festival SWU (Starts With You), em Itu, São Paulo em 11 de outubro de 2010. Alguns dias depois, Shinoda anunciou que o álbum estava praticamente completo.

Em 8 de julho, Linkin Park anunciou oficialmente o nome do álbum, A Thousand Suns, que foi lançado em 14 de setembro. A banda também revelou que o primeiro single seria a canção “The Catalyst”, que foi lançada em 2 de agosto de 2010. Uma segunda canção, “Wretches and Kings”, foi liberada em 2 de setembro para pessoas que fizeram a pré-venda do álbum pelo site oficial da banda. Em 8 de setembro de 2010, a banda liberou duas novas canções na sua página no Myspace: “Waiting for the End” e “Blackout”. Linkin Park então liberou todas as canções do álbum no seu Myspace em 10 de setembro. Em 31 de agosto de 2010, foi anunciado que a banda tocaria a canção “The Catalyst” no MTV Video Music Awards de 2010 em 12 de setembro de 2010. A apresentação do single oficial aconteceu no Observatório Griffith, em Los Angeles, para uma grande platéia.

A Thousand Suns acabou estreando em primeiro lugar na Billboard 200, após vender 241 mil cópias na primeira semana de vendas nos Estados Unidos. O CD estreou em segundo lugar no Reino Unido vendendo 46.711 cópias, atrás do álbum Science and Faith da banda The Script. No Canadá, o álbum estreou em primeiro lugar, vendendo mais de 23 mil cópias na sua semana de estreia. Ao todo, A Thousand Suns vendeu em uma semana mais de 523 mil cópias no mundo todo, terminando em primeiro lugar na chart World Albuns Top 40.

Em 2010, a banda chegou a oitava posição na Billboard Social 50, uma parada para bandas que dominam as maiores redes sociais no mundo. Já na Year-End Charts, também da Billboard, a banda ficou na 92ª posição dos “Top Artists”, enquanto A Thousand Suns chegou a 53ª posição na Year-End Chart do Top 200 e na sétima na 2010 Year-End Rock Albums, e ainda o single “The Catalyst” chegou a 40ª posição no Year-End Rock Songs chart.

Em 11 de janeiro de 2011, uma nova versão do Download to Donate for Haiti foi lançada, chamada Download to Donate for Haiti V2.0, que tinha mais canções para baixar. Para esta compilação atualizada, a banda lançou o remix de Keaton Hashimoto da canção “The Catalyst” do concurso “Linkin Park featuring YOU”. Logo depois, o grupo lançou o terceiro single oficial de A Thousand Suns, a canção “Burning in the Skies”, em 21 de março de 2011. Neste mesmo mês eles encerraram sua turnê nos Estados Unidos.

Shinoda também desenhou dois projetos de camisetas, cujo os lucros das vendas irão para o Music For Relief para ajudar as vítimas do sismo e tsunami de Tōhoku que aconteceu no começo de 2011. Music For Relief lançou o Download to Donate: Tsunami Relief Japan, outra compilação de canções, cujos lucros vão para a organização Save the Children.

Em 13 de abril de 2011, Mike Shinoda confirmou que o quarto single do álbum seria a canção “Iridescent”. Uma versão um pouco mais curta foi então usada na trilha sonora do filme Transformers: Dark of the Moon. O video clipe foi dirigido por Joe Hahn.

A banda foi nomeada para seis Billboard Awards em 2011 por “Melhor Dueto/Grupo”, “Melhor Álbum de Rock” por A Thousand Suns, “Melhor Artista de Rock”, “Melhor Artista Alternativo”, “Melhor Canção Alternativa” por “Waiting For The End” e “Melhor Álbum Alternativo” por A Thousand Suns, mas não ganharam nenhum prêmio.

Integrantes

Chester Bennington – vocal (1999–presente)
Rob Bourdon – bateria (1996–presente)
Brad Delson – guitarra (1996–presente)
Dave Farrell – baixo (1996–1999, 2001–presente)
Joe Hahn – DJ, fonógrafo, sampler, programação (1996–presente)
Mike Shinoda – vocal, rapper, guitarra rítmica, teclado, piano (1996–presente)

Álbuns de estúdio

2000 – Hybrid Theory
2003 – Meteora
2007 – Minutes to Midnight
2010 – A Thousand Suns
2012 – Living Things
2014 – The Hunting Party

Fonte: Wikipédia.
Atualizado em 30/06/2014.

Fotos

__________

Videos

__________

In the End

Numb

One Step Closer

Faint

Burn It Down

Breaking the Habit

Papercut

What I’ve Done

Somewhere I Belong

Crawling

Topo

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: