Raízes Aéreas

Avril Lavigne

In Música pelo mundo on 6 de agosto de 2010 at 19:00

Avril Ramona Lavigne (Belleville, 27 de setembro de 1984) conhecida simplesmente por Avril Lavigne ou ainda Princesa do Pop Punk, é uma cantora, compositora, designer de moda e atriz canadense. Iniciou na carreira musical ao assinar contrato em dezembro de 2001, após uma audição feita pela cantora em feira e exposição de gado,[que despertou o interesse do produtor L. A. Reid, que trabalhava na já extinta Arista Records. Em meados de 2009, seus três álbuns de estúdio gravados, Let Go, Under My Skin e The Best Damn Thing, já haviam vendido juntos mais de 35 milhões de cópias e 18 milhões de singles em todo o mundo, e mais de 500 mil álbuns e 700 mil downloads pagos somente no Brasil, sendo uma das recordistas de vendas digitais no país, comprovadas pela ABPD. Além de vendas, Avril também é uma das jovens mais ricas do mundo, segundo a lista da revista Forbes, com mais de 12 milhões de dólares arrecados por ano.

A revista Rolling Stone fez um ranking das 100 melhores canções e álbuns entre 2000 e 2009, no qual a canção “Complicated” ficou em 8º lugar, e o álbum Let Go em 4º lugar respectivamente. Avril Lavigne também está no livro do Guinness World Records, como a cantora mais jovem ao entrar no topo da parada oficial do Reino Unido em 11 de janeiro de 2003, com 18 anos e 106 dias de idade. Com o disco Let Go que chegou em primeiro lugar em sua 18º semana no UK Albums Chart.

Estava para ser lançado em 17 de novembro de 2009 o seu quarto álbum de estúdio, mas após a separação de seu casamento a data foi adiada para 2010. A cantora esteve casada com o vocalista da banda Sum 41 Deryck Whibley por três anos, de 2006 à 2009. O álbum Let Go entrou na posição 162º na lista dos 200 álbuns definitivos no Rock and Roll Hall of Fame.

A revista Billboard fez uma lista dos 100 mais populares artistas da década de 2000 nos Estados Unidos, no qual a cantora Avril Lavigne ficou na 29° posição. Na categoria Billboard 200 Artists, que se baseia nos melhores artistas na parada de vendas de álbuns, Billboard 200, a canadense ficou na 38º colocação, na Pop Songs ficou na 10º posição, 48º na Radio Songs Artists, e na Digital Songs Artists. Já no Brasil, o portal de entretenimento e notícias IG elegeu, através de mais de meio milhão de votos pelos internautas, a canadense Avril Lavigne como o “som da década” de 2000.

Além de cantora e compositora, Avril Lavigne também está envolvida nas áreas de moda e perfumaria, como no lançamento da fragrância Black Star, criada sob licença da Procter & Gamble Prestige; e uma linha de roupas, Abbey Dawn, lançada em julho de 2008 nos Estados Unidos pela loja Kohls. Também fez participações como personagens do cinema em três filmes, Going the Distance, Fast Food Nation e The Flock. Porém a participação em cinemas que Avril obteve maior repercussão foi ter feito a música-tema do longa de Tim Burton, Alice no País das Maravilhas com a canção “Alice”.

Infância e adolescência

Imagem do centro de Belleville, Canadá, cidade natal de Avril Lavigne.

Avril Ramona Lavigne, oriunda de uma família cristã de classe média, filha de John e Judy Lavigne, ambos de ascendência francesa, nasceu no dia 27 de setembro de 1984, na cidade canadense de Belleville com mais de 5 mil habitantes. Poucos meses depois, a família mudou-se para Napanee, também no Canadá. Cantava canções do gênero gospel e country desde os dois anos de idade, que inicialmente, Avril se apresentava em corais na igreja da cidade, mas logo após foi cantar em feiras e exposições de gado. Quando se tornou adolescente, começou a tocar guitarra sozinha.

Quando tinha 13 anos, em 1998, Lavigne ganhou um concurso de canto no palco com a Shania Twain, notável cantora de música country, em uma promoção de uma rádio local. Avril se apresentou para um público de aproximadamente 20 mil pessoas. Pouco tempo depois Avril tem seu primeiro empresário, Cliff Fabri, que notou a experiência da garota quando tinha 14 anos de idade e apresentava-se numa livraria no Canadá.

Aos 15 anos, Avril Lavigne abandonou a escola e seus pais concordaram em mandá-la para Nova Iorque para tentar a carreira de cantora, onde Avril, que já tinha descoberto sua preferência pelo rock, gravou sua primeira fita demo, a qual chamou a atenção de L. A. Reid. Após se mudar para Los Angeles, a cantora começou a trabalhar com Cliff Magness e o grupo de compositores conhecidos atualmente como The Matrix. Assinou contrato com mais de 1 milhão de dólares em dezembro de 2001 com presidente da até então gravadora Arista Records produtor Antonio L. A. Reid, e a partir de então começaram os preparativos para seu primeiro álbum, Let Go, que atingiu um bom desempenho mundial com a música “Complicated”.

A cantora lançou três álbuns de estúdio, quatro EP, duas compilações, 14 videoclipes, 18 singles e quatro álbuns de vídeo. Avril começou a trabalhar com Clif Magness e um grupo de compositores conhecidos atualmente como The Matrix. O contrato foi fechado em dezembro de 2001 e, a partir daí, começaram os preparativos para seu primeiro álbum de estúdio. Os dois primeiros foram Let Go e Under My Skin e seu último lançamento de inéditas foi The Best Damn Thing, na qual Avril descreveu em uma entrevista como “dançante, engraçado, jovem, agressivo, confidencial e divertido”, com produção de Dr. Luke, Deryck Whibley, Butch Walker e da própria Avril Lavigne. Travis Barker (Box Car Racer, Blink-182, +44, Transplants, Expensive Taste, The Aquabats) gravou algumas partes da bateria do álbum, mas a maior parte foi gravada por Josh Freese. Somente nos Estados Unidos, os três CDs de Lavigne venderam ao todo aproximadamente dez milhões e 250 mil cópias.

O primeiro DVD lançado por Avril foi um dos maiores números de vendas de 2003, My World, foi filmado em Buffalo, no estado de Nova Iorque, na última noite de sua turnê de cinco semanas pela América do Norte. E seu último lançamento em álbum ao vivo, o The Best Damn Tour – Live in Toronto, foi gravado em 7 de abril.

2002 — 2003: Let Go

Let Go é o primeiro álbum de estúdio da cantora Avril Lavigne, lançado em junho de 2002. O álbum iria se chamar “Anything But Ordinary”, mas antes do disco chegar às lojas o nome foi trocado para Let Go. Seu primeiro single, “Complicated”, alcançou grande desempenho e manteve-se durante cinco semanas em primeiro lugar em número de vendas no Reino Unido. Chegou em 2º lugar na parada da Billboard Hot 100 dos EUA. Em um site de resenhas, o disco recebeu geralmente críticas favoráveis, ganhando 68 pontos em uma escala que vai até 100, no Metacritic, que se baseou em 7 outras opiniões de publicações especializados na área da música. No Canadá o álbum recebeu um Disco de Diamante, com vendas superiores a 1 milhão de cópias, comprovados pela CRIA. Ao todo, foram mais de 18 milhões de cópias comercializadas no mundo inteiro.

“Mas, mesmo se ela nunca vender outra cópia de um outro álbum, ela terá sempre “Complicated”, legitimamente louvado como um dos melhores singles da década passada.”

(A opinião da rede de tv MTV dos EUA sobre o aparecimento da Avril Lavigne em 2002)

O site About.com, do conglomerado The New York Times, fez uma lista das 100 melhores canções da década de 2000, o qual a canção “Complicated” ficou na 11º posição, que segundo o portal o hit e sua composição eram impressionantes no mundo pop. Trê anos depois, em 2005, Avril Lavigne entrou no livro do Guinness World Records, como a cantora mais jovem ao entrar no topo da parada do Reino Unido em 11 de janeiro de 2003, com 18 anos e 106 dias de idade. O álbum chegou em 1º lugar na 18º semana no UK Albums Chart. Em 2003, a empresa Apple disse que 10 milhões de canções foram comprados de sua loja online, e a canção “Complicated” foi vendido por $99 centavos cada download.

A MTV dos EUA, publicou em seu site em junho de 2010, relembrando o lançamento, aparecimento e as consequências de Avril Lavigne na cena musical e disse que foi uma grande estreia, “mudou as cabeças” e criaram uma mudança sísmica na música pop. Falou também sobre sua primeira canção “Complicated”, uma balada de pop-punk que veio junto com um videoclipe agora ícone que definiu tudo o que Lavigne foi em 2002. A emissora também falou que Let Go representou o primeiro avanço para Scott Spock, Lauren Christy e Graham Edwards, da equipe de produção conhecido como Matrix.

O álbum vendeu mais de oito milhões de cópias ainda em 2002, e sendo certificado com Disco de Platina Sêxtuplo nos Estados Unidos pela RIAA. No Brasil recebeu uma premiação de Disco de Platina Duplo, devido a mais de 250 mil cópias vendidas no país, segundo a Associação Brasileira de Produtores de Discos. Let Go foi o segundo álbum com maior número de vendas em 2002 e o nono em 2003, sendo ainda o disco de artista do sexo feminino mais vendido no ano de 2002. Conforme o site IFPI, Let Go foi considerado um dos melhores álbuns do mundo em 2003, enquanto que o site RIAA coloca “Let Go” entre os 100 álbuns mais vendidos da história dos Estados Unidos. A revista Rolling Stone divulgou uma lista das 100 melhores canções e álbuns entre 2000 e 2009, no qual a música “Complicated” ficou em 8º lugar, e o disco “Let Go” ficou em 4º lugar, respectivamente.

2004 — 2006: Under My Skin

“Under My Skin” é o segundo álbum de estúdio da cantora Avril Lavigne, que teve seu lançamento no primeiro semestre de 2004. É um álbum que contém sua trilha sonora mais pesada e letras com ritmo sentimental. Avril dispensou os produtores do disco “Let Go”, o The Matrix, e nesse álbum esteve presente a produção de Butch Walker, do grupo Marvelous 3; Raine Maida do Our Lady Peace; e Don Gilmore, com trabalhos em Linkin Park e Pearl Jam; Chantal Kreviazuk; Ben Moody do até então grupo musical Evanescence e Evan Taubenfeld. Em apenas uma semana já era Disco de Platina no Japão, e primeiro lugar de vendas na parada do Reino Unido. e primeira posição na Billboard 200, que registrava vendas superiores de três milhões de cópias nos EUA.

O primeiro single do álbum, “Don’t Tell Me”, foi disponibilizado na internet. Depois chegaram às lojas os singles “My Happy Ending” e “Nobody’s Home”. O disco “Under My Skin”, após duas semanas consecutivas na primeira posição dos mais vendidos, alcança 125 mil cópias no Brasil recebendo a premiação de Disco de Platina, comprovados pela ABPD, e outros dois singles, “My Happy Ending” e “Nobody’s Home”, certificados também com Disco de Platina com mais de 100 mil downloads pagos cada. Este álbum vendeu cerca de 8 milhões de cópias em todo o Mundo[83] e foi certificado com Disco de Platina Triplo pela RIAA.

A última faixa do álbum, “Slipped Away”, escrita por Avril, foi uma homenagem ao seu avô que havia falecido quando a cantora estava em Dublin na sua turnê Try To Shut Me Up Tour, no ano de 2003. Lavigne foi premiada como “Melhor Artista Canadense”, no Much Music Awards 2004, dentre vários outros prêmios neste ano. Após o lançamento do álbum, iniciou uma turnê mundial denominada The Bonez Tour, que passou em vários países e foi encerrada no Brasil. Ainda em 2004, a artista fez seu primeiro ensaio sensual para a revista Maxim dos EUA. Esta revista classificou Avril com a décima quinta posição das mulheres mais sensuais em 2007 e na vigésima quarta posição em 2008.

Edição especial

Foi lançada uma edição especial no Brasil de seu segundo álbum de estúdio. Neste são incluídas as 12 faixas que compõem o disco Under My Skin adicionando quatro faixas ao vivo, gravadas durante a turnê The Bones Tour Eyes, e um mini-álbum de video com quatro videoclipes (Don’t Tell Me, My Happy Ending, Nobody’s Home e He Wasn’t) e dois documentários, com duração de 20 minutos cada, mostrando os bastidores da turnê The Bonez Tour, com filmagens nas cidades de Dallas, Nova York e Toronto, e o segundo chamado de My Skin Diary, gravado em Londres e Belfast. Inclui também entrevistas com a canadense, que fala sobre sua vida pessoal durante as turnês.

2007 — 2008: The Best Damn Thing

Em 17 de abril de 2007 é lançado o álbum “The Best Damn Thing”, com um estilo pop punk. O disco vendeu na primeira semana de lançamento cerca de 286 mil cópias, alcançando o primeiro lugar de vendas na Billboard 200 dos Estados Unidos e em outros 11 países, incluindo: Inglaterra, Japão, Canadá, Alemanha, Itália e Brasil. O álbum conta com a participação de Dr. Luke (que já trabalhou com artistas como Kelly Clarkson, Pink, Lady Sovereign e Daughtry), Deryck Whibley (da banda Sum 41), Rob Cavallo (já trabalhou com Green Day, Goo Goo Dolls, My Chemical Romance e Jewel) e Butch Walker. Travis Barker (um dos ídolos de Avril, ex-Blink-182, atual +44) também gravou a bateria de algumas canções do álbum (além da B-side “Alone”). Tendo como singles: “Girlfriend”, “Girlfriend Remix” (com participação da rapper Lil’ Mama), “When You’re Gone”, “Hot” e “The Best Damn Thing”. O site About.com, do conglomerado The New York Times, fez uma lista das 100 melhores canções do gênero Pop de 2007, a canção “Girlfriend” ficou na 39º posição.

A proposta de Avril para seu terceiro álbum foi de um disco alegre, auto-confiante, agitado e diferente de tudo que ela havia feito até o momento, de acordo com a entrevista dada por ela para a agência de notícias ‘Reuters’. Assim, “abandonou” o estilo “sombrio” e apostou num criticado visual que mistura o velho glam rock e o atual pop punk. Segundo uma entrevista para a revista brasileira, a Capricho, disse quais são suas influencias musicais no disco “The Best Damn Thing”. Entre eles são: Blink-182, Ramones e Distiller, Coldplay, Hole e Alanis Morissette. E punk rock em geral, disse também gosta de canções, consideradas por ela, “agressivas”.

O álbum foi o quarto disco mais vendido em 2007, e o primeiro de sua gravadora, Sony BMG. O single “Girlfriend” foi o que marcou o maior número de vendas na categoria de músicas digitais no mundo, com mais de 7,3 milhões de downloads pagos em 2007 segundo dados oficiais da Federação Internacional da Indústria Fonográfica a IFPI.

No Brasil, recebeu uma certificação de Disco de Platina, devido a mais de 60 mil cópias vendidas desde seu lançamento até em 2008, de acordo com Associação Brasileira de Produtores de Discos a ABPD, e outros três singles certificados de também com Disco de Platina com mais de cem mil downloads pagos cada. Em Portugal, esse álbum recebeu certificação Disco de Ouro devido às mais de dez mil cópias vendidas no país. Só na Ásia, “The Best Damn Thing” vendeu mais de 2 milhões de exemplares, e um milhão nos Estados Unidos com Disco de Platina pela RIAA e no Japão com o mesmo volume de vendas e sendo premiado com Disco de Diamante pela RIAJ. No Mundo, foram mais de cinco milhões de discos comercializados em 2007.

A saída da Nettwerk

Segundo o site Billboard, a cantora deixou a empresa “Nettwerk” em dezembro de 2008. Avril culpou a instituição pelo insucesso de seu último álbum, se comparar com seus anteriores. A Nettwerk, junto com Terry McBride, ex-produtor de Lavigne, administrava a carreira da canadense desde 2002, ano de seu primeiro lançamento, o Let Go.

Disputa de direitos autorais

Grupo musical The Rubinoos, que acusou Avril Lavigne de plágio. Avril Lavigne foi acusada três vezes de plágio, envolvendo as canções “Girlfriend”, “Contagious” e “I Don’t Have to Try”.

Os compositores norte-americanos da canção “I wanna be your boyfriend”, de 1979, do grupo The Rubinoos, entraram com processo contra Avril, acusando-a de ter copiado o refrão dessa música em “Girlfriend” Nesse single, Avril canta no refrão Hey hey, you you, I could be your girlfriend, o que seria muito parecido com Hey hey, you you, I wanna be your boyfriend, da canção cantada pelos The Rubinoos. Terry McBride, empresário de Avril, saiu em defesa da cantora, afirmando que ela nunca ouvira a música do grupo, e que a música do grupo era um hit menor, lançado antes dela ter nascido. Sobre a similaridade apontada, afirmou ainda que o termo hey you é usado em muitas letras, e que o grupo The Rubinoos podia ser acusado de ter plagiado o verso Hey! You! Get off of my cloud dos Rolling Stones. Ao final, houve acordo, pois os autores do processo reconheceram que as similaridades entre as canções são devidas a expressões comuns a muitas letras de canções.

“Bem, eles não ganharam. (risos) Mas isso acontece toda hora no mundo da música. Eu não sou a primeira artista nem vou ser a última que vai passar por isso.”

(Avril Lavigne falando a respeito das acusações de plágio para a revista Capricho)

Grupo musical The Rubinoos, que acusou Avril Lavigne de plágio.

Apresentações em olimpíadas de inverno

Nas Olimpíadas de Turim, a cantora Avril Lavigne fez parte da cerimônia de encerramento dos jogos, bem como o início da contagem regressiva para Vancouver 2010, cantando a música “Who Knows” junto com apresentações de dançarinos e o cantor Andrea Bocelli, representando a Itália. Tudo foi visto por uma plateia de cerca de 32 mil pessoas e uma audiência televisiva global superior a 500 milhões. Avril aparece em um especial de oito minutos de produção destinada a homenagear o Canadá e apontar o caminho para os Jogos de Inverno de 2010, que será realizada em Vancouver. Segundo uma reportagem do CBC os organizadores falaram que Lavigne vai “começar a contar a história dos Jogos do Canadá, para 2010, apresentando uma combinação de talento exclusivamente canadense e os temas que refletem o país de ponta a ponta”.

Quatro anos depois, nas olimpíadas de Vancouver 2010 no Canadá, a cantora volta a fazer parte das cerimônias de encerramento dos jogos em 28 de fevereiro de 2010, no estádio BC Place Stadium com uma plateia de mais 60 mil pessoas. Todo o evento foi transmitido ao-vivo no Brasil pela Rede Record e Record News das 0h até as 2h, horário de Brasília. Avril cantou junto com sua banda, por mais de cinco minutos, as canções “My Happy Ending” e “Girlfriend”, usando um vestido vermelho e branco em homenagem ao seu país. Sua performance foi muito elogiada, segundo o site MSN, e disse ainda que Avril agitou a população canadense durante a cerimônia de encerramento.

Álbuns de estúdio

2002 – Let Go
2004 – Under My Skin
2007 – The Best Damn Thing
2011 – Goodbye Lullaby
2013 – Avril Lavigne

Fonte da Bio: Wikipédia.
Atualizado em 9/08/2014.

Fotos

__________

Vídeos

__________

Complicated
My happy ending
When You're Gone
Girlfriend
I'm With You live at budokan
Hot
Too Much to Ask
Nobody's Home
Runaway
Sk8er Boi

Topo

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: