Raízes Aéreas

Maria Rita

In Música pelo mundo on 19 de dezembro de 2009 at 18:55

Maria Rita Costa Camargo Mariano (São Paulo, 9 de setembro de 1977) é uma cantora brasileira, filha da falecida cantora Elis Regina e do compositor César Camargo Mariano. Maria Rita iniciou sua carreira com cerca de 24 anos, apesar de querer cantar desde os quatorze. O peso da carreira da mãe, bastante famosa no Brasil, influenciou o adiamento de sua obra. Segundo a própria: sempre tive a consciência de ser a única filha mulher de uma grande cantora.

Antes de se tornar cantora profissional, ela fez um estágio em uma revista para adolescentes, tendo estudado marketing e estudos latino-americanos na Universidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos da América.

Apesar do sucesso recente, consagrou-se como novo ícone da MPB. Diante de seu sucesso e projeção Internacional, tem sido acusada por críticos musicais de imitar o estilo de sua mãe.

Ganhadora de 6 prêmios Grammy Latino incluindo Grammy Latino de Melhor Artista Revelação, também já ganhou vários Prêmio Multishow de Música Brasileira, entre outros prêmios nacionais. Maria já vendeu 1,250 milhões de CDs e DVDs, somente no Brasil.

Filha de Elis Regina e Cesar Camargo Mariano e formada em comunicação social e estudos latino-americanos nos EUA, Maria Rita começou a cantar profissionalmente aos 24 anos. Nas suas palavras: “Sempre quis cantar. Mas a questão não era querer. Era por quê. Não gosto de fazer nada sem ter um porquê. Fica mais fácil quando você tem um objetivo, uma meta. O motivo passou a existir quando percebi que ficaria louca se não cantasse”.

Antes de lançar o primeiro CD, foi a vencedora do Prêmio APCA de 2002 como Revelação do ano. Seu primeiro disco, “Maria Rita”, lançado em setembro de 2003, com uma campanha polêmica de doação de Ipods a formadores de opinião, vendeu mais de 1 milhão de cópias em todo o mundo. O primeiro DVD, com o mesmo título e que foi para as lojas na primeira semana de novembro daquele ano, chegou à marca de 180 mil cópias. Ambos foram lançados em mais de 30 países, incluindo Alemanha, Argentina, Áustria, Bélgica, Canadá, Chile, Colômbia, Dinamarca, Equador, Finlândia, França, Inglaterra, Itália, Japão, Coréia, República Tcheca, México, Holanda, Noruega, Portugal, Suécia, Suíça, Taiwan e Venezuela. Maria Rita conseguiu, no Brasil, um Disco de Platina Triplo e um DVD de Diamante; em Portugal, CD de Platina.

Além do reconhecimento de público e de crítica, Maria Rita venceu, em 2004, o Grammy Latino nas categorias Revelação do Ano, Melhor Álbum de MPB e Melhor Canção em Português (“A festa”); o prêmio Faz a Diferença, oferecido pelo jornal O Globo; o troféu da categoria Melhor Cantora do Prêmio Multishow; e o Prêmio Tim nas categorias Revelação e Escolha do Público. A canção “Encontros e despedidas”, do seu primeiro CD, foi tema da novela “Senhora do Destino”.

O aprendizado para Maria Rita se deu de maneira instintiva e informal. Segunda ela, quando era jovem, pediu que Camargo Mariano a ensinasse a tocar piano. Diante da negativa do pai, perguntou se o problema era ele não ter tempo, ao que o pai lhe respondeu que, se a questão fosse tempo, ele o conseguiria. O problema é que ele “aprendera sozinho”. Segundo Maria Rita, aquele diálogo fez com que ela entendesse que deveria seguir o mesmo caminho paterno, aprender por si mesma, sem uma instrução musical formal. Apesar disso, a cantora mais tarde tomou aulas de canto, para aperfeiçoar sua técnica.

Em setembro de 2005, chegou às lojas o seu seguinte CD: “Segundo”. O primeiro single foi “Caminho das águas”. Juntamente com a pré-venda do CD em lojas online, foi feita a venda digital do single “Caminho das águas”, algo pioneiro no mercado brasileiro de discos. A grande quantidade de downloads causou congestionamento na data de lançamento.

O novo CD rendeu à cantora uma extensa turnê no Brasil, participações especiais em diversos CDs nacionais (“Forró pras crianças” e “100 anos de frevo”), shows nacionais (Arlindo Cruz, O Rappa, Os Paralamas do Sucesso, Gilberto Gil e Mart’nália) e internacionais (Jamie Cullum,Mercedes Sosa e Jorge Drexler). O sucesso mundial de “Segundo” lhe rendeu, em 2006, mais dois Grammys Latinos: Melhor Álbum de MPB e Melhor Canção Brasileira com “Caminho das Águas” de Rodrigo Maranhão, e mais de 50 apresentações no exterior, que obtiveram sucesso tanto com o público como com a crítica, incluindo o Montreux Jazz Festival, North Sea Jazz Festival, Irving Plaza (NY) e San Francisco Jazz Festival, dentre outros.

No dia 14 de setembro de 2007, Maria Rita lançou o seu terceiro CD “Samba Meu”, produzido por Leandro Sapucahy e co-produzido pela própria cantora. O CD teve lançamento simultâneo nos Estados Unidos, América Latina, México, Portugal, Israel e Reino Unido.

Em abril de 2008, a ABPD concedeu o Disco de Platina a “Samba Meu” pelas mais de 125 mil cópias vendidas do CD. O álbum, que foi o décimo CD mais vendido em 2007, também ganhou o prêmio de “melhor CD” no 15º Prêmio Multishow de Música Brasileira.

Discografia

2003 – Maria Rita
2005 – Segundo
2007 – Samba Meu

Videos

__________

Fotos

__________

_______________

Topo

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: